quarta-feira, 15 de setembro de 2010

GABARITO DO TESTE DE CONCORDÂNCIA VERBAL


1 - Resposta: D
 Quais de vós, quantos de nós, alguns de nós, etc. admitem as seguintes concordâncias: o verbo concorda com o pronome indefinido ou interrogativo, ficando na 3ª pessoa do plural ou concorda com o pronome pessoal. Porém, se o pronome estiver no singular o verbo ficará na 3ª pessoa do singular.
 Na indicação de horas o verbo bater concorda com o número de horas, que normalmente é o sujeito. O verbo bater pode ter outra palavra como sujeito, com a qual deve concordar.
2 - Resposta: C
 Ocorrem as seguintes concordâncias: a expressão haja vista fica invariável quando equivalente a atente-se; por exemplo.
 O verbo haver varia quando equivale a vejam-se.
3 - Resposta: C
O adjetivo posposto a dois ou mais substantivos há duas concordâncias:
O adjetivo concorda com o mais próximo ou vai para o plural. Se os gêneros são diferentes, prevalece o masculino.

4 - Resposta: A
Há duas concordâncias para as expressões é bom, é necessário, etc.:
Fica invariável, portanto no masculino, se o sujeito não vem precedido de artigo ou outro elemento determinante.
Se vier precedido de artigo ou elemento determinante concorda com o sujeito.

5 - Resposta: D
 Haver/fazer são verbos impessoais. São empregados apenas na 3ª pessoa do singular. Haver (sentido de existir, ocorrer) e o verbo Fazer (na indicação de tempo). Existir é pessoal e concorda normalmente com o sujeito.

6 - Resposta: A
 Bater empregado com referência às horas concorda com o número de horas. Quando há sujeito, o verbo concorda com ele.
 A partícula SE na segunda oração é apassivadora; concorda com o sujeito da oração.
 O verbo haver, no sentido de existir, ocorrer, conjuga-se na 3ª pessoa do singular.

7 - Resposta: D
 O superlativo absoluto expressa a qualidade de um ser, no seu grau mais elevado, sem comparação com outro ser. Nesta questão temos exemplos de superlativo absoluto sintético. É formado pelo radical do adjetivo + sufixo.

8 - Resposta: E
 A oração E não pode ser passada para a voz passiva analítica, então, não pode ser pronome apassivador. O “SE” é índice de indeterminação do sujeito. Quem assistiu à cerimônia? Não sabemos quem é o sujeito.

9 – Resposta: B
A forma plural “decidiram-se” concorda com o sujeito paciente (objeto direto, agente da passiva); o termo “a serem tomadas” funciona como adjunto adnominal de “as providências”; o particípio “dada” concorda com “a sua urgência” de modo invariável funcionando como advérbio de modo.

10 - Resposta: 89
 Quando o sujeito for o pronome relativo QUEM o verbo fica na 3ª pessoa do singular ou concorda com o antecedente. Se o sujeito for o pronome relativo QUE o verbo concorda com o antecedente.

4 comentários:

  1. Professor, dessa vez eu acho que não foi legal postar as respostas antes da prova e não recolher as provas, apenas os gabaritos, isso facilitou a cola. Se era pra facilitar tanto, podia ter dito que iria postar ou simplesmente dar toda a pontuação de graça.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. A última turma que fez a prova foi a sua (3ºC), todas as outras fizeram no dia anterior. Se alguém colou foi da sua turma... mas, sinceramente, eu não acredito.

    Se suspeitar de alguma coisa, anulo o teste.

    ResponderExcluir